Li Keqiang felicitou Portugal por eleição de Guterres para a ONU

1-antonio_guterres

O primeiro-ministro, Li Keqiang, felicitou no domingo Portugal e o povo português pela eleição de António Guterres para o cargo de secretário-geral das Nações Unidas, referindo que a China “facilitou” aquele mesmo desfecho.

“O Governo chinês facilitou a nomeação do engenheiro Guterres para o cargo de secretário-geral da ONU, um orgulho para todo o povo português”, afirmou Li, na conferência de imprensa conjunta com o primeiro-ministro António Costa, no Grande Palácio do Povo, em Pequim.

O responsável chinês enalteceu o “progresso estável” nas relações entre os dois países, desde o estabelecimento das relações diplomáticas, em 1979, com destaque para a forma como Lisboa lidou com questão de Macau. Portugal e China “realizaram uma transição estável da soberania de Macau, via negociações amigáveis”, referiu o chefe do Governo do Continente.

Li afirmou que os dois países “têm mantido uma estreita colaboração em assuntos regionais e internacionais”, saudando o reforço da “confiança política mútua”.

Após anunciar a assinatura de oito acordos nos domínios da cultura e da economia, (ver texto na página ) o primeiro-ministro chinês apontou o sector das energias – “especialmente a energia renovável” – e de componentes para automóveis como áreas “preferenciais” para a colaboração: “Portugal deve aproveitar a procura do mercado chinês na área de componentes para automóveis”, disse.

No sábado, durante o encontro que manteve com Xi Jinping, António Costa agradeceu “o apoio decisivo” dado pela República Popular da China ao longo do processo de candidatura de António Guterres ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas.

Este agradecimento foi feito por António Costa logo no primeiro ponto do seu programa de visita oficial de quatro dias à China, durante a audiência com o presidente da Assembleia Nacional Popular, Zhang Dejiang, e foi depois repetido na reunião com o chefe de Estado chinês.

Na Assembleia Nacional Popular, com os ministros da Economia, Manuel Caldeira Cabral, e da Cultura, Luís Filipe Castro Mendes, sentados ao seu lado, António Costa declarou: “Aproveito esta oportunidade para agradecer o apoio claro e firme prestado pela República Popular da China à candidatura de António Guterres ao cargo de secretário-geral das Nações Unidas”.

Logo a seguir, na reunião com o chefe de Estado chinês, o primeiro-ministro salientou o caráter “decisivo” do posicionamento da China nas Nações Unidas para tornar possível a eleição de António Guterres.

O Presidente da República da China, por seu lado, além de se referir à eleição de António Guterres, também felicitou António Costa pela vitória de Portugal no Campeonato da Europa de Futebol, em França.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s