Apesar das dificuldades, Li Keqiang sublinha nova dinâmica na economia

O Primeiro-Ministro chegou ontem a Macau e traçou um futuro “brilhante” para a RAEM. Li Keqiang destacou a importância de alcançar os objectivos da diversificação económica e manutenção da estabilidade e bem-estar da população.

1.Li Keqiang.jpg

João Santos Filipe

Apesar das dificuldades encontradas, o Governo da RAEM tem feito um bom trabalho na diversificação da economia e os últimos dois meses, com as receitas do jogo a subirem, já reflectem uma nova dinâmica, que vai ter um impacto no futuro. Esta foi uma das principais mensagens do Primeiro-Ministro, Li Keqiang, no discurso de abertura da reunião para o balanço da acção governativa, que teve lugar ontem, à tarde, no Palácio do Governo.

“O Governo tem enfrentado muitas dificuldades, mas a diversificação da economia e a manutenção da estabilidade e harmonia social tem sido possíveis com um trabalho firme. O Governo Central reconhece o trabalho do Governo da RAEM e podemos constatar que no primeiro semestre deste ano e, especialmente, nos últimos dois meses que a economia já reflecte uma mudança”, afirmou Li Keqiang: “Esta nova dinâmica vai ter um impacto no futuro”, frisou.

O Primeiro-Ministro abordou depois os objectivos para Macau no âmbito do 13.º Plano Quinquenal, sublinhado que a principal meta passa por manter o desenvolvimento da região, assegurando igualmente o bem-estar da população: “O Governo Central aposta na diversificação adequada da economia, ao mesmo tempo que é mantida a estabilidade e a prosperidade. Nos últimos tempos o Governo clarificou a forma como vai apoiar Macau, que tem como objectivo garantir o desenvolvimento social, económico e a manutenção da estabilidade a longo prazo, para assegurar o bem estar dos nossos compatriotas de Macau”, explicou.

Sobre o futuro da RAEM, Li Keqiang – que antes do encontro tinha subido ao alto da Torre de Macau – fez ainda uma previsão de um futuro brilhante, com base nos desenvolvimentos alcançados, nomeadamente nas vertentes social, económica e cultural:“Lá de cima vi uma cidade muito moderna, próspera, mas também diversificada culturalmente e acredito que esta diversificação vai certamente continuar. Também vi que a economia vai diversificar-se e esse objectivo vai alcançar-se. Macau vai ter continuar a desenvolver-se e vai ter um futuro brilhante”, previu o grande responsável pela política económica da China.

Já o Chefe do Executivo de Macau, Fernando Chui Sai On, reafirmou o compromisso com o papel de Macau enquanto Plataforma e o enquadramento do Território na política “Uma Faixa, Uma Rota”: “Depois de um ano de estudo, em que foram ouvidas as entidades competentes da China, foi anunciado um projecto [Plano Quinquenal] para o desenvolvimento de Macau, no qual vai desempenhar a sua função de plataforma enquadrar-se na política “Uma Faixa, Uma Rota”. O Governo da RAEM está confiante que nos próximos 5 anos os objectivos sejam cumpridos, sem esquecer as outras prioridades, a estabilidade e o bem-estar da população”, disse por sua vez Chui Sai On.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s