Fred Lam não está só. Autoridades negaram entrada a dois outros residentes de Hong Kong

9a7c9354-8b88-11e6-afd1-1c0f6e75ba2c_1280x720Depois de Fred Lam Fai ter tornado público que as autoridades do território lhe negaram entrada, um cineasta e outro antigo activista revelaram terem sido alvo de procedimentos do género. Lo Chun-yip e Roddy Shaw são tidos pelas forças de segurança da RAEM como “uma ameaça à segurança pública”.
Dois ex-activistas e um cineasta de Hong Kong denunciaram nos últimos dias terem sido impedidos de entrar em Macau por representarem uma ameaça à segurança, relacionando os casos com a visita do primeiro-ministro Li Keqiang ao território.
Um dos casos, já conhecido, ocorreu na quarta-feira e trata-se de Fred Lam, que esteve envolvido em movimentos sociais até há cerca de quatro anos. Fred Lam foi impedido de entrar em Macau, onde pretendia conduzir uma palestra numa escola, algo que já fez no passado sem nunca ter sido impedido de entrar no território.
Após a denúncia deste caso, foram conhecidos mais dois casos de residentes de Hong Kong impedidos de entrar em Macau com o mesmo argumento de ameaça à segurança do território, apesar de terem estado na cidade noutras ocasiões sem qualquer problema.
Um deles é o cineasta Lo Chun-yip, que escreveu na sua página na rede social Facebook que pretendia entrar em Macau para dar um seminário de cinema. Lo já realizou filmes com temáticas políticas, segundo o portal de notícias Hong Kong Free Press (HKFP).
Segundo Lo, citado pelo portal, quando perguntou às autoridades porque não podia entrar em Macau, responderam-lhe que “era melhor voltar no dia 13 [de Outubro]”, pedindo-lhe em seguida para esquecer aquilo que lhe tinham acabado de dizer.
Também o antigo activista Roddy Shaw Kwok-wah foi impedido de entrar em Macau no sábado tendo recebido como explicação que representava uma ameaça, sem mais detalhes, segundo explicou o próprio ao portal HKFP: “Por ter sido um activista, penso que estou em algum tipo de lista negra. Acredito que já não estou na lista do Governo de Hong Kong, mas posso continuar na da China”, afirmou.
O impedimento de entrada em Macau acontece com alguma regularidade, ao abrigo da lei de segurança interna, habitualmente em dias próximos de datas comemorativas ou de visitas de alto nível, como a do primeiro-ministro Li Keqiang, na próxima semana.
No entanto, a Polícia de Segurança Pública (PSP) de Macau não tem por hábito apresentar motivos concretos. À Lusa, e a propósito do caso ocorrido na quarta-feira, a polícia indicou apenas que é da sua responsabilidade a “inspeção e o controlo da entradas e saídas da RAEM [Região Administrativa Especial de Macau]”, incluindo “decidir autorizar ou recusar a entrada de visitantes”.
A PSP acrescentou não ter “nada a referir e comentar” sobre “um caso particular”.
Li Keqiang vai estar em Macau entre 10 e 12 de outubro, para visitar o território e participar na cerimónia de abertura da 5.ª Conferência Ministerial do Fórum para a Cooperação Económica e Comercial entre a China e os Países de Língua Portuguesa (Fórum Macau).
A 19 de dezembro de 2014 – véspera da comemoração dos 15 anos da transferência da administração de Macau de Portugal para a China – quatro jornalistas do Apple Daily e 14 activistas tiveram entrada recusada no território. Macau recebeu, nessa altura, a visita do Presidente chinês, Xi Jinping.
O HKFP noticiou também ontem que as contas de correio eletrónico de dirigentes da associação pró-democrata Novo Macau foram alvo de piratas informáticos na quarta-feira.
Jason Chao, da associação, em declarações ao portal, relacionou esta tentativa de pirataria com a visita do primeiro-ministro chinês a Macau.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s