Presidente da Wynn Macau demite-se e analistas falam em fraca prestação do novo casino

Após o anúncio da decisão de Gamal Aziz, na passada sexta-feira, as acções da empresa Wynn Resorts caíram quase 3 por cento na bolsa de Nova Iorque. Os analistas dizem que a saída de Aziz se deve a uma performance fraca do novo trunfo da concessionária no território, o casino Wynn Palace Cotai.

1-gamalazizmap

Aziz Gamal, presidente da operadora de jogo Wynn Macau, demitiu-se na passada sexta-feira e foi substituído por Ian Michael Coughlan, que já estava à frente do hotel-casino Wynn Macau.

A decisão foi justificada pela operadora com o facto de Aziz Gamal ter completado a missão de que tinha sido incumbido quando foi nomeado, no caso a  abertura do novo empreendimento turístico da empresa, o Wynn Palace, no Cotai. Ainda em comunicado, a operadora considerou que esta foi uma tarefa alcançada com “sucesso” e revelou que Aziz Gamal agradeceu à administração, na altura da despedida.

Para o lugar de Gamal foi promovido Ian Coughlan, que era desde 2007 o presidente do hotel-casino Wynn Macau e passa a assumir directamente a liderança da subsidiária da concessionária norte-americana no território, assumindo ainda a responsabilidade pelos dois casinos da empresa na RAEHK.

No entanto, após a decisão as acções, nos Estados Unidos, da empresa-mãe da Wynn Macau – a Wynn Resorts – registaram uma quebra de 2,6 por cento por título para os 97,94 dólares norte-americanos.

Entre os analistas há quem defenda que a saída de Aziz Gamal se fica a dever ao facto do sector de massas da operadora não se estar a desenvolver com a velocidade esperada no casino Wynn Palace Cotai:  “A sua saída deve ser vista como um indicador que os resultados esperados após a abertura do Palace estão a ser uma desilusão”, explicou Harry Curtis, analista do banco de investimento Nomura, segundo a televisão norte-americana CNBC. “Acreditamos que o casino Wynn Macau foi capaz de manter a maior parte do seu volume de negócio, mas o importante segmento de massas no Palace tem crescido a um ritmo mais baixo do que o esperado”, frisou.

Já para o analista Thomas Allen, da Morgan Stanley, o crescimento lento do sector de massas no Wynn Palace não é uma absoluta novidade, nem afecta as perspectivas para a operadora do banco de investimento.

“Enquanto que as mudanças na administração da Wynn são sugestivas de um crescimento lento do Palace, isto não são notícias novas e nem afectam o potencial a longo prazo do empreendimento, na nossa perspectiva”, destacou Thomas Allen. “Não é a primeira vez que a Wynn decide mudar a gestão de um empreendimento numa fase inicial da vida do mesmo”, realçou, de acordo com a CNBC.

O empreendimento turístico Wynn Palace abriu as portas no passado dia 22 de Agosto e teve um custo de 4,1 mil milhões de dólares norte-americanos. O negócio que envolveu a cedência dos terrenos onde está situado o hotel está sob investigação do Comissariado Contra a Corrupção (CCAC) há mais de um ano.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s