Pequim quer Moscovo e Washington de regresso à mesa das negociações

 

3-conflito-sirio

A República Popular da China manifestou hoje a sua “preocupação” com os últimos desenvolvimentos do conflito na Síria e pediu o recomeço das negociações depois de os Estados Unidos terem anunciado na segunda-feira a suspensão dos contactos com a Rússia.

“A China expressa a sua preocupação com a intensificação do conflito na Síria e com as vítimas resultantes”, assinalou o gabinete de porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da China, em comunicado.

“Apelamos a todas as partes envolvidas que procedam de acordo com os interesses fundamentais do povo sírio, travem a violência e criem condições favoráveis para o recomeço das conversações de paz e da implementação da ajuda humanitária o mais rápido possível”, acrescentou.

Os Estados Unidos e a Rússia acordaram em Setembro um cessar-fogo no conflito sírio que se manteve em vigor apenas uma semana.

A recente ofensiva das forças sírias, com apoio russo, sobre Alepo, em que hospitais ficaram fora de serviço devido aos bombardeamentos, motivou Washington a cancelar os seus contactos com Moscovo e a retirar da região o seu pessoal militar, que se preparava para coordenar com a Rússia ataques sobre grupos terroristas.

Pelo menos 3.686 pessoas morreram, incluindo 1.228 civis, devido ao conflito armado na Síria durante o passado mês de Setembro, segundo o último balanço publicado pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos, que eleva o total de mortos nos mais de cinco anos de guerra para 280 mil.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s