Inovação científica e tecnológica da China continental apresenta-se em Macau

Uma exposição de ciência e tecnologia, enquadrada no 12º Plano Quinquenal do Governo Central e já apresentada em Pequim, passa em Outubro por Macau. A mostra contempla mais de 60 peças, exemplos de inovação científica em áreas como a exploração do alto mar, a tecnologia aeroespacial, a saúde ou os transportes.

1-ciencia

Sílvia Gonçalves

Entre 7 e 12 de Outubro, Macau acolhe a “Exposição de Realizações de Inovação em Ciência e Tecnologia do 12º Plano Quinquenal”, apresentada em Junho, em Pequim. A mostra, que na passagem pelo território conta com a organização do Conselho de Ciência e Tecnologia (CCT) e do Fundo para o Desenvolvimento das Ciências e da Tecnologia (FDCT), apresenta resultados alcançados em investigação de alta tecnologia de base e estratégica, em áreas como a tecnologia aeroespacial, a saúde, a energia ou transportes, e integra ainda um conjunto de cinco palestras e a projecção de filmes sobre popularização das ciências. Frederico Ma, presidente do conselho de administração do FDCT, reiterou ontem que, no novo mandato, a grande orientação de trabalho do fundo recai sobre a implementação do conceito de cidade inteligente em Macau, com a criação de um grupo de trabalho já anunciado a 6 de Setembro.

“O nosso fundo vai continuar a promover o desenvolvimento científico e tecnológico para trazer mais avanços tecnológicos para a população de Macau”. Assim enquadrou ontem Frederico Ma Chi Ngai o convite remetido pelo Executivo ao Ministério da Ciência e Tecnologia do Governo Central para apresentar no território alguns dos exemplares que integram a mostra já exibida em Pequim.

Expostas no Centro de Convenções do Venetian estarão mais de 60 peças, numa mostra dividida em cinco partes: Zona Aeroespacial, de Aviação e de Exploração de Alto Mar, Zona de Informação, Inovação e Empresarial, Zona de Cuidados de Saúde, Zona de Energia e Transporte e ainda uma Zona Interactiva. A área expositiva integra também um Pavilhão de Investigação Científica de Macau e uma zona de palestras e filmes de popularização científica.  Entre os exemplares expostos figuram o Foguetão Longa Marcha 5, uma máquina fotográfica de detecção para sondas, um modelo de montagem de estações espaciais, um sistema robotizado para cirurgia minimamente invasiva, um reactor experimental termonuclear internacional ou um violino feito de materiais compósitos formados por carbono e fibras de cânhamo.

O programa integra cinco palestras, com entrada livre, sempre entre as 16 e 17 horas. A primeira, a 8 de Outubro, intitula-se “Técnicas de mergulho em alto mar”. No dia 9, o tema incide sobre “Tecnologias de Comunicação Quântica”. A 10 de Outubro a comunicação recai sobre “Aeronaves de Grande Porte, C919”, a que se segue, a 11 de Outubro, uma palestra sobre “Tecnologia ferroviária de alta velocidade”. Finalmente, no dia 12, será apresentada uma comunicação sobre “Controle de Doenças Transmissíveis – Gripe Aviária”.

Após a apresentação, Frederico Ma apontou como dois principais objectivos do fundo a que preside “escolher as elites nas escolas de Macau que têm maior interesse em ciência, e, em segundo lugar, fazer divulgação para promover a generalização científica”.

O presidente do Conselho de Administração do FDCT fala num acréscimo do investimento na ciência: “Temos feito um maior investimento todos os anos na promoção científica. Quando descobrimos que uma escola tem mais potencialidades, vamos ajudá-los de forma financeira, para que possam ter mais projectos”.

A 6 de Setembro, na 14ª reunião ordinária do Conselho de Ciência de Tecnologia, foi decidida a criação de três grupos especializados, um deles direccionado para a implementação do conceito de cidade inteligente no território, de que ficará encarregue Frederico Ma. O responsável reiterou ontem  o que diz estar no centro das atenções do FDCT: “A cidade inteligente é a nossa grande orientação de trabalho. No novo mandato o conselho criou um grupo de trabalho para a cidade inteligente. Em 2017 vamos lançar um grupo de apoio a este projecto, para combinar a indústria, o estudo e a investigação. Vamos consultar vários grupos profissionais”, salientou Ma Chi Ngai.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s