Dupla da marca Anna Noir seleccionada em programa de apoio à criação de moda

As irmãs Ana Cardoso e Nair Cardoso seguem em frente no programa de subsídios para a criação de moda promovido pelo Instituto Cultural (IC), ao qual concorreram com uma colecção de 12 coordenados. Segue-se a produção de um dos fatos, para apresentar ao júri, a par com um detalhado plano de marketing.

Anna-Noir1.jpg

Sílvia Gonçalves

Ana e Nair Cardoso foram seleccionadas para a segunda fase de análise do “Programa de Subsídios à Criação de Amostras de Design de Moda 2016”, promovido desde 2013 pelo Instituto Cultural (IC). As duas irmãs preparam-se agora para produzir um dos 12 coordenados que compõem a colecção de mulher que apresentaram em desenho a concurso, e a que chamaram “Amor Incondicional”. Nas linhas do conjunto ressalta uma estética que traduz o habitual cruzamento entre dois mundos – característico da marca Anna Noir – e uma inspiração que chega de uma Xangai glamorosa e cosmopolita, enquadrada num tempo que catapultou os matrimónios mistos.

“Nesta colecção vou ter linhas inspiradas no Oriente e no Ocidente. A inspiração tem a ver com Xangai, tem também a ver um bocadinho com o meu trabalho de doutoramento. Eu pesquisei sobre os fatos de casamento nessa altura em que houve a fusão dos ocidentais a casarem com orientais, e também um pouco sobre o traje cerimonial”, conta a designer de moda Ana Cardoso, sobre a qual recai a vertente criativa na dupla.

Ana desvenda um pouco de uma colecção onde a estética oriental é predominante: “A colecção vai ser toda em preto e branco. Os cortes vão ser um pouco também a inspiração do cheong-sam, aquela gola oriental com os botões chineses, ou seja, a cabaia chinesa”.

Na avaliação inicial os jurados foram confrontados com os desenhos da colecção, mas não só: “Apresentamos os 12 coordenados com os respectivos acessórios, e também o projecto de marketing. Ou seja, depois da colecção feita, quais serão os pontos de venda, como é que vamos divulgar o projecto para fora, não só em Macau mas também como vamos projectar o nosso trabalho lá fora”. Duas vertentes de um projecto de moda que denunciam também as diferentes funções que as duas irmãs assumem na marca Anna Noir: “Eu estou na parte criativa e a minha irmã na parte do marketing. Ela é designer gráfica, pensa o projecto mais nas linhas gerais”, explica.

Os 15 seleccionados, escolhidos entre 24 candidaturas, terão agora que produzir e apresentar um dos coordenados que compõem cada colecção, exibido por um modelo, a que se junta uma apresentação mais detalhada diante dos jurados: “Vamos apresentar um coordenado e depois, à frente do júri, temos que apresentar a colecção, os pontos de venda, o plano de marketing”, conta Ana Cardoso.

O fato a produzir está, de resto, escolhido: “Vai ser composto por um top, umas calças e um casaco. O top tem corte oriental, as calças e o casaco também, em preto e branco. O casaco tem um ‘degradée’ que vai de preto a branco, tem uns tons acinzentados. A colecção que vou fazer é de Inverno por isso o casaco será feito em malha, em lã, e o resto do coordenado é em seda e cabedal”, revela a também investigadora e docente na Universidade de São José.

Depois desta segunda fase serão escolhidos um máximo de oito vencedores, aos quais será atribuído um subsídio de até 160 mil patacas. “É para a produção da colecção, para a produção do desfile. Aí já entra a maquilhadora, os modelos, a projeção de som. É todo esse trabalho de mostrar os coordenados. Entra também o vídeo promocional e o catálogo, que eles exigem um catálogo”, acrescenta Ana. É a terceira vez que a designer participa no concurso do IC, onde persiste até conquistar o pódio: “Nas edições anteriores fiquei pela primeira fase, espero este ano ir um bocadinho mais longe. Depende do júri, depende do primeiro impacto da colecção. Eles agora vão entrar em contacto comigo, à volta de Novembro, e depois têm um mês para a divulgação dos oito vencedores”, complementa.

 

ALAVANCAR A MARCA PARA LÁ DOS LIMITES DO TERRITÓRIO

 

“Eu estou mais focada na área do marketing e do design gráfico. Quando é produção de catálogo, a parte de produção do grafismo, é comigo. E a parte do plano comercial, nós tentamos sempre vender peça a peça, não temos produção em massa, ainda, porque isso requer muito dinheiro”, conta Nair Cardoso. A designer gráfica detalha a função que lhe caberá agora que passaram à segunda fase do concurso promovido pelo IC: “A Ana vai apresentar o coordenado, explicar a filosofia por detrás do coordenado. Eu irei focalizar mais em termos de maketing, explicar como é que poderemos levar a marca mais adiante e onde é que a colecção será mostrada”, explica Nair. Isto porque a colecção que entretanto será produzida tem já palco assegurado para o mês de Outubro. “Este trabalho vai ser mostrado na MIF [Feira Internacional de Macau, na sigla inglesa]. E estamos a tentar mostrar o mesmo trabalho num evento pessoal que estamos a tentar coordenar com o Consulado Geral de Portugal, está numa fase de análise. No fundo, a minha parte é explicar como é que conseguimos levar o trabalho adiante, como levar o trabalho aos olhos da comunidade, até ao público”.

E como se pode alavancar uma marca como a Anna Noir num contexto como Macau? “Precisamos de apoio do Governo, não só em termos monetários mas também mais oportunidades, mais desfiles. Não só a MIF mas mais pequenos eventos, talvez no Festival da Lusofonia, no Centro Cultural. Havendo uma Semana da Arte, por que não incluir a moda? Precisamos do apoio do Governo também para mostrar o trabalho dos designers de moda de Macau no exterior. Com Macau como plataforma, talvez levar os designers até Portugal”, sugere Nair Cardoso.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s