Corrida contra o tempo entregou oficina do Metro Ligeiro à CCECC

3-metro

O facto do Governo estar numa corrida contra o tempo para terminar a Linha da Taipa até 2019 levou a que tivesse optado por convidar a empresa estatal chinesa Companhia de Construção e Engenharia Civil China para assumir a obra.

A explicação foi avançada ontem pelo director do Gabinete para as Infra-estrutura de Transportes (GIT), Ho Cheong Kei, em declarações à emissora em língua chinesa da Rádio Macau, e teve como grande objectivo que as obras recomeçassem tão depressa quanto possível. No entanto, na altura do concurso público, esta não foi a única empresa convidada para participar.

Ainda de acordo com Ho Cheong Kei a inovação no contrato firmado, com a introdução de um sistema de penalizações e recompensas em função do cumprimento de determinadas metas ao nível dos prazos, vai permitir que as obras sejam acompanhadas de forma mais eficaz.

As obras da oficina do metro estavam paradas, após sucessivos atrasos, depois da rescisão do contrato com o consórcio Top Builders e Mei Cheong.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s