Lui Che Woo tem confiança plena em Macau

 

O magnata, de 87 anos, diz-se convicto de que a economia do território vai recuperar a estabilidade perdida e crescer de forma equilibrada nos próximos anos. Numa entrevista concedida à AFP, Lui diz ainda assim duvidar que as receitas das operadoras se aproximem dos níveis atingidos até há dois anos.

1-lui

O presidente do Grupo Galaxy Entertainment disse esta terça-feira que a era dos grandes apostadores no território passou, mas que tem “confiança absoluta” na evolução do mercado de massas.

Lui Che Woo, de 87 anos, disse numa entrevista à agência AFP ontem publicada que vislumbra agora um crescimento estável para Macau, depois  das receitas do jogo terem caído de forma contínua ao longo de mais de dois anos, até Agosto último.

Para o magnata de Hong Kong, o único caminho para seguir agora em Macau, após este ajustamento, é o do mercado de massas, por oposição ao do dos grandes apostadores, que ainda representam mais de metade das receitas dos casinos que operam no território, mas cujo peso tem vindo a cair: “Estamos a seguir a direcção do mercado de massas, a nossa confiança nisto é absoluta”, afirmou Lui à AFP.

Segundo assegurou o empresário, tem havido um crescimento saudável no número de clientes da classe média nos casinos de Macau, apesar da desaceleração da economia no Continente, origem da esmagadora maioria dos apostadores.

Apesar de confiante, Lui Che Woo duvida de um regresso aos níveis de receitas que se registavam até há dois anos, dizendo não saber se o mercado de massas alguma vez crescerá a esse ponto. Sobre a renovação das concessões das licenças de jogo em Macau, entre 2020 e 2022, afirmou estar confiante em que serão renovadas, dado o compromisso das operadoras com a aposta no mercado de massas, como pede o Governo liderado por Fernando Chui Sai On.

No início de Setembro, numa entrevista à Bloomberg, Lui Che Woo havia dito ser precoce falar de uma recuperação do sector, após a subida das receitas dos casinos em Agosto, a primeira em mais de dois anos: “Dado que a indústria do jogo de Macau ‘bateu no fundo’, é ainda muito cedo para chamar isto de recuperação”, disse.

A queda do jogo em Macau tem sido relacionada com a desaceleração da economia chinesa e com a campanha anti-corrupção lançada por Pequim, que parece ter afastado os grandes apostadores dos casinos. O jogo VIP chegou a representar mais de 77 por cento das receitas do jogo de Macau.

O grupo Galaxy Entertainment anunciou no final de Agosto um aumento de 26 por cento nos lucros líquidos no primeiro semestre, para 2,6 mil milhões de dólares de Hong Kong. Lui Che Woo disse na altura que o grupo registou “resultados financeiros sólidos” no primeiro semestre, quando “o mercado de Macau continuou a mostrar sinais graduais de estabilização”.

Na próxima semana, será entregue pela primeira vez o Prémio Lui Che Woo, instituído no ano passado com um valor de cerca de cerca de 7,75 milhões de dólares norte-americanos para distinguir quem torna o mundo um sítio melhor e mais sustentável.

Entre os vencedores deste ano estão o ex-presidente Jimmy Carter e a Organização Não-Governamental (ONG) Médicos Sem Fronteiras.

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s