Localização da Biblioteca Central causa polémica mas Governo segue em frente

A construção da nova Biblioteca Central no edifício do antigo Tribunal não reuniu consenso no Conselho do Património Cultural, mas o Governo quer arrancar com as obras de demolição ainda este ano. Carlos Marreiros mostrou o seu apoio ao projecto e desvalorizou as críticas que ontem se fizeram ouvir.

1-conselho

João Santos Filipe

A localização da nova Biblioteca Central no edifício do antigo Tribunal esteve longe de gerar consenso na reunião de ontem do Conselho do Património Cultural. Entre os nove membros do organismo, três mostraram-se abertamente contra a decisão do Executivo.

Contudo, o Governo vai organizar uma sessão de esclarecimento em meados de Outubro para a população, no edifício do antigo Tribunal, para logo depois arrancar com as obras de demolição da parte Oeste da sede da Polícia Judiciária.

“Antes de tudo, vamos ter uma sessão de apresentação para que a população conheça as nossas ideias. Não é as obras arrancarem e, de repente, a população perguntar: ‘Por que estão a demolir o edifício’? Queremos comunicar mais e estabelecer mais confiança com a população”, disse Guilherme Ung Vai Meng, presidente do Instituto Cultural.

No entanto, e apesar da sessão de esclarecimento, a decisão do Governo está tomada. “Posso dizer de uma forma muito clara que já tomamos essa decisão. Vamos escolher o antigo tribunal para ser Biblioteca Central”, frisou.

Ainda de acordo com as informações do Governo, as obras de demolição vão arrancar sem que haja um plano concreto para o projecto, que só deve ficar concluído até ao final de 2018. No entanto,  Ung Vai Meng afirmou que o plano vai ser realizado por  residentes de Macau.

No decorrer da reunião os membros do conselho Tommy Lau Veng Seng, Lui Chak Keong e Tam Chi Wai mostraram-se contra a opção do Governo. O ponto comum a estas opiniões é o facto do Governo pretender manter as fachadas dos edifícios, assim com outros espaços interior, que vão dificultar as obras:  “Acho que a Biblioteca Central devia ser no Hotel Estoril, que está mais perto dos bairros comunitários e do centro para jovens. Não há tanta restrições para as construções nesse espaço. No antigo tribunal há muita restrição e a taxa de utilização do edifício não vai ser muito grande”, defendeu Tommy Lau.

“Segundo a minha experiência, como precisamos de preservar as fachadas, as obras de construção vão ser complicadas e vão demorar entre 8 e 10 anos. O Hotel Estoril é a melhor opção para receber a Biblioteca Central”, alertou.

 

Marreiros diz que orçamento vai derrapar

 

Por sua vez, Carlos Marreiros desvalorizou as críticas em torno da localização, que elogiou. O arquitecto comparou mesmo as opiniões sobre a localização da biblioteca às opiniões sobre a beleza das mulheres, numa reposta bem humorada a Tam Chi Wai.

 

“Considero que foi escolhido um bom local. Mas como já disse, a minha mulher é bonita e também acho que mulher do membro Tam [Chi Wai] é bonita. Mas é uma opinião que depende do ponto de vista de cada um, tal como na localização da biblioteca”, disse.

Carlos Marreiros deixou, depois, críticas à forma como muitas vezes a falta de um consenso geral acaba por fazer com que alguns projectos fiquem parados: “Em Macau não podemos continuar assim, sempre que queremos construir alguma coisa há quem tenha opiniões opostas, e depois tudo pára. Não podemos continuar assim”, frisou.

Por fim, o arquitecto considera que o orçamento de 900 milhões de patacas deverá derrapar, o que considerou normal devido à inflação e custos dos materiais. No entanto, criticou que só se olhe para as despesas do Governo quando se lida com a área da cultura.

O Governo estima que a obra esteja pronta antes de 2020, sendo que segundo os dados apresentados ontem a Biblioteca vai ser construída com capacidade para responder às necessidades da população durante os próximos 50 anos, podendo guardar um milhão de livros.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s