Há 28 portugueses referenciados nos “Bahamas Papers”

3-bahamas

A nova fuga de informação sobre praças financeiras offshore registadas nas Bahamas, entre 1990 e 2016, indica a que há pelo menos 28 portugueses e 22 estrangeiros residentes em Portugal referenciados em empresas-fanstasma registadas nas Bahamas. Da lista agora revelada fazem parte nomes como Micael Gulbenkian, sobrinho-neto do fundador da Fundação Gulbenkian, Pedro Morais Leitão, administrador da Oi e Joaquim Marques dos Santos, ex-presidente do Banif.

A 21 de Setembro, o Consórcio Internacional de Jornalistas de Investigação divulgou 1,3 milhões de ficheiros relativos a 175 mil companhias sediadas nas Bahamas. A informação foi obtida pelo jornal alemão Süddeutsche Zeitung que a partilhou com o organismo e com os parceiros do consórcio, entre eles o jornal Expresso e a TVI.

Os documentos foram publicados poucos meses depois daquela que foi considerada a maior fuga de informação de sempre: os Panama Papers.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s