Galaxy alega quebra de contrato para encerrar salas VIP da IKGH

O grupo liderado pelo magnata Lui Che-woo não se vai ficar por aqui e ameaça levar o diferendo com a Iao Kun Group Holdings para os tribunais. A Galaxy promete “proceder firmemente” contra a empresa junket e contra os seus respectivos directores e responsáveis.

1.Galazy.jpeg

O grupo Galaxy Entertainment emitiu um comunicado a esclarecer que o recente encerramento das salas para grandes apostadores geridas pela empresa Iao Kun Group Holdings (IKGH) foi determinado pela própria Galaxy, e não por iniciativa da promotora de jogo. A Galaxy alega ter havido violação das normas do acordo assinado com o grupo Iao Kun por parte da companhia de promoção de jogo.

“O grupo Galaxy Entertainment resolveu pôr termo aos acordos de promoção com a Iao Kun e encerrar as salas VIP da Iao Kun no casino Galaxy Macau e no casino e hotel-resort StarWorld, como resultado da violação por parte da Iao Kun dos acordos feitos connosco”, esclarece o comunicado assinado por Buddy Lam, vice-presidente e assistente sénior de relações públicas do grupo Galaxy Entertainment.

Num momento em que a indústria do jogo em Macau começa a dar sinais de estabilização, com o primeiro mês de aumento homólogo nas receitas brutas de jogo depois mais de dois anos de quedas consecutivas, a notícia do encerramento de mais salas VIP, na semana passada, causou surpresa. O segmento para grandes apostadores tem sido o mais afectado desde que as políticas de combate à corrupção na China Continental e o abrandamento da economia chinesa deixaram os apostadores mais endinheirados mais reticentes na hora de vir jogar a Macau.

 

Diferendo prossegue na Justiça

 

O grupo de casinos liderado pelo magnata Lui Che-woo não se vai ficar pelo encerramento das salas e ameaça levar o diferendo com o Iao Kun Group Holdings para os tribunais: “Com a cessação da relação de negócios com a Iao Kun, a Galaxy Entertainment irá proceder firmemente contra a Iao Kun pela sua violação dos compromissos e acordos, movendo acções legais contra ela e contra os seus respectivos directores e responsáveis”, adianta Buddy Lam, citado pelo portal Asia Gaming Brief.

Na semana passada, a IKGH havia anunciado o encerramento das suas salas VIP nos resorts Galaxy Macau e StarWorld, com efeitos a partir de 10 de Setembro. Ao contrário do que vem agora dizer a Galaxy, a Iao Kun Group Holdings avançou na altura que a decisão aparecia como parte de uma “revisão estratégica global” das suas operações de salas VIP em Macau, acrescentando que o encerramento das salas que operava em ambos os resorts iria permitir-lhe gerar um total de cerca de quatro milhões de dólares – 32 milhões de patacas – em poupanças anuais.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s