França repatria fugitivo para a China

 

3-fugitivo

A França repatriou para a República Popular da China um cidadão chinês suspeito de corrupção, pela primeira vez desde que os dois países assinaram um acordo de extradição, em 2015, anunciou na terça-feira o Ministério da Segurança Pública chinês.

A operação faz parte da campanha “Fox Hunt” (Caça à Raposa), anunciada pelo órgão anti-corrupção do Partido Comunista Chinês (PCC), contra funcionários do país que fugiram para o estrangeiro sob suspeita de corrupção.

O detido, identificado como Chen, era procurado pela polícia de Zhejiang, província na costa leste da República Popular da China, por ter alegadamente desviado fundos públicos no valor de 20 milhões de yuan , entre Fevereiro de 2009 e Maio de 2012.

Em Março de 2013, fugiu para França, mas no ano seguinte a Organização Internacional de Polícia Criminal (Interpol) emitiu um alerta vermelho. O caso de Chen sucede depois de Espanha e Itália terem também extraditado fugitivos chineses.

Lançada em 2015, a campanha “Fox Hunt” resultou em 272 cidadãos chineses repatriados e 137 “persuadidos” a regressar à China, a partir de 61 países e regiões, segundo dados oficiais.

A polícia chinesa enviou mais de 30 equipas de “caçadores de raposas” além-fronteiras, incluindo para países como Espanha, o Equador, o Peru, Madagáscar e a Tailândia, de acordo com a imprensa estatal chinesa.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s