Jogo: Uma década para recuperar a prosperidade perdida

Os analistas da Fitch estimam que sejam necessários pelo menos nove anos para que os proveitos do jogo atinjam os proveitos que geravam até ao verão de 2014. Para o presente ano, a agência de notação financeira espera uma diminuição homóloga do volume de receitas na ordem dos cinco por cento.

1-jogo-macau

A agência de notação financeira Fitch considera que as receitas de jogo de Macau podem estar a estabilizar, depois de dois anos de quedas que terminaram em Agosto, mas permanece cautelosa relativamente à dimensão e ritmo de uma recuperação.

A Fitch prevê que o ano de 2016 feche com uma diminuição de 5 por cento das receitas dos casinos de Macau para todo o ano de 2016. Até Agosto, ou seja no acumulado dos primeiros oito meses do ano, as receitas dos casinos recuaram 9,1 por cento em termos anuais.

O mês passado pôs termo a 26 meses de quebras homólogas das receitas dos casinos de Macau, ao registar-se uma subida, ainda que ligeira – de 1,1 por cento – nos proveitos do jogo. Contudo, a Fitch – em linha com o defendido por muitos analistas – mostra-se reticente relativamente a uma recuperação em V, isto é, que à forte contracção registada se suceda uma forte recuperação.

A indústria do jogo de Macau iniciou, em junho de 2014, uma prolongada curva descendente resultante de um “cocktail’ de factores que analistas imputam aos efeitos da campanha anti-corrupção lançada por Pequim, ao golpe de confiança infligido por uma série de desfalques nas salas de jogo VIP – que representam mais de metade das receitas do sector – e ao abrandamento da economia da República Popular da China, a segunda maior economia mundial.

O mercado de massas vai ser o principal motor de crescimento do sector de jogo de Macau, afirmou Alex Bumazhny, da Fitch, citado pelo jornal South China Morning Post.

O analista considera que os dados do mês passado indiciam que o mercado encontrou uma base sólida, apontando que as recentes aberturas do Wynn Palace e do Parisian, da Sands, vão impulsionar o desempenho do sector do jogo na segunda metade do ano.

No entanto, vê como improvável uma “recuperação em V”, estimando que a indústria de jogo de Macau esteja a aproximadamente a uma década de atingir o pico das receitas alcançado antes da contracção, de acordo com a Nikkei Ásia Review.

“O mercado continua susceptível às condições macroeconómicas e regulatórias do interior da China”, observou o analista da agência de notação financeira norte-americana.

Os casinos de Macau fecharam 2015 com receitas de 230.840 milhões de patacas, uma queda de 34,3 por cento face a 2014. Tratou-se do segundo ano consecutivo de quebra das receitas dos casinos depois de, em 2014, terem diminuído 2,6 por cento.

O secretário para a Economia e Finanças de Macau, Lionel Leong, indicou, no início de junho, que o Governo mantém a previsão de que o setor do jogo vai fechar 2016 com receitas de 200.000 milhões de patacas, valor que traduziria uma diminuição de 13,35 po cento comparativamente ao ano passado.

Arrastada pelo desempenho do sector do jogo – a principal fonte de receita pública – a economia de Macau encontra-se em queda desde o terceiro trimestre de 2014, ano em que, pela primeira vez desde a transferência do exercício de soberania de Portugal para a China, em 1999, o Produto Interno Bruto (PIB) registou uma diminuição (-0,9 por cento).

Em 2015, o PIB caiu 20,3 por cento.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s