Cheias na Coreia do Norte já mataram na 133 pessoas

3-coreia

O número de mortos na sequência das inundações que têm afectado o nordeste da Coreia do Norte subiu para 133, de acordo com um novo balanço ontem divulgado pela Organização das Nações Unidas.

De acordo com a ONU, outras 395 pessoas foram dadas como desaparecidas. Além disso, aproximadamente 170 mil foram forçadas a fugir das suas casas nas zonas ao longo do rio Tumen, de acordo com o comunicado do Gabinete de Coordenação dos Assuntos Humanitários (OCHA) da ONU, que cita dados do Governo norte-coreano.

O anterior balanço facultado pela Organização das Nações Unidas, na quinta-feira, era de 60 mortos.

As pessoas na zona afectada estão a passar por “grandes dificuldades”, segundo a imprensa estatal norte-coreana, e a campanha nacional de trabalho massiva lançada para impulsionar a economia foi redireccionada para assistir as vítimas das cheias.

Mais de 35.500 casas ficaram danificadas, incluindo mais de dois terços (69 por cento) completamente destruídas, segundo a OCHA, que deu ainda conta de danos em 8.700 edifícios públicos. Aproximadamente 16.000 hectares de terras agrícolas ficaram inundados e pelo menos 140 mil pessoas precisam de ajuda urgente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s