Associação de Banda Desenhada cancela eventos e devolve subsídios ao Governo

 

Erros relativos a regras básicas e “grandes mudanças nos planos” desde que Macau foi contemplada em 2014 com a oportunidade de sediar um evento internacional foram as razões apontadas pela Conferência Internacional de Artistas de Banda Desenhada para retirar da cidade a organização da sua 17.ª edição. A associação responsável pela organização do certame garante que vai devolver ao Governo os fundos que recebeu para concretizar o evento.

1-comics

Rodrigo de Matos

A Conferência Internacional de Artistas de Banda Desenhada (ICC) cancelou a sua 17.ª edição que teria Macau como palco, no próximo mês. A Macau Comickers Association (MCA), organismo que tinha sido agraciado com a organização do evento (e com apoios do Governo para a concretização do certame) confirmou ontem ao PONTO FINAL que a conferência já não ia ter lugar na RAEM e avançou que outros certames que tinha planeado para este ano também tinham sido cancelados. Os subsídios serão devolvidos, assegura o organismo.

De acordo com comunicado do comité da Conferência, avançado pelo jornal Macau Daily Times, a MCA terá cometido “erros relativos a regras básicas”. O comité explica também ter havido “grandes mudanças” no plano desde que Macau foi contemplada em 2014 com a oportunidade de sediar o evento. A Macau Comickers Association remeteu-se ao silêncio relativamente aos motivos pelos quais havia perdido o direito a organizar a conferência, mas, num primeiro momento manteve na sua página de Facebook o anúncio a um outro evento congénere, a Conferência de Artistas de BD da Ásia-Pacífico, certame que a ICC terá confirmado não ser da sua alçada.

Mas ontem, perante a insistência do PONTO FINAL, um responsável da comissão da associação do território, que se recusou a identificar-se, avançou: “Este ano, todos os eventos da MCA estão cancelados. E todos os subsídios serão devolvidos ao Governo. Não temos mais comentários a fazer. Obrigado”. Sobre quais as razões ao certo que a ICC teria apontado para justificar o cancelamento, a Macau Comickers Association prefere remeter-se ao silêncio: “Não temos mais respostas a dar”.

 

O vaivém das organizações

 

Inicialmente prevista para ser realizada na República Popular da China, a 17.ª edição da Conferência Internacional de Artistas de Banda Desenhada acabaria por ser transferida para Macau pela ICC China, que entregou a oportunidade de organizar o certame à MCA, num gesto que teria o alegado objectivo de fomentar a indústria da banda desenhada local. Para apoiar a realização do evento, o Fundo das Indústrias Culturais concedeu à associação 280 mil patacas em subsídios.

O PONTO FINAL contactou ontem a ICC para saber mais em detalhe quais tinham sido as razões para o cancelamento da conferência no território, mas recebeu apenas uma declaração (em chinês) a reiterar que “muitas mudanças ocorreram” desde que foi decidido que o evento seria atribuído a Macau. Sem revelar detalhes, o ICC diz não ter tido alternativa senão cancelar o evento, facto pelo qual se afirma “muito triste”. O organismo não revela também qual a cidade que irá acolher a conferência no lugar de Macau.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s