GP Macau: Barry Bland bateu com a porta

O director executivo da Motor Race Consultants, empresa que colaborava com a Comissão do Grande Prémio na organização da Taça Intercontinental de Fórmula 3, demitiu-se na semana passada. Bland justificou a decisão com os alegados atrasos na organização da edição de 2016 da prova, a primeira sob supervisão directa do Instituto do Desporto.

1-carlin

Agora subordinada ao Instituto do Desporto (ID), a Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau “respeita” a decisão de Barry Bland, da Motor Race Consultants, de se demitir, ao fim de mais de três décadas de colaboração na organização da Taça Intercontinental de Fórmula 3.

A reacção das autoridades do território surgiu no sábado, num comunicado em que o ID agradece a Bland os serviços prestados ao longo de 33 anos: “A Comissão deseja expressar os seus sinceros agradecimentos e apreço pelo seus muitos anos de serviço leal e valioso”, indica a nota do Instituto do Desporto.

Na sexta-feira, a revista Autosport revelou que Bland abandonou o Grande Prémio de Macau devido a atrasos na organização da prova de maior cartaz do desporto do território. A empresa de Bland coordenava a corrida de F3 desde 1983, mas notificou as equipas no início desta semana que deixou de trabalhar com o Grande Prémio de Macau. O prazo de inscrição nas corridas terminou na sexta-feira, mas na quinta-feira as equipas ainda não tinham recebido os regulamentos.

De acordo com a publicação britânica, Bland preparou estes regulamentos, como habitualmente, em Abril, mas cinco meses depois não foram ainda entregues às equipas: “Está tudo atrasado, há muitas perguntas por responder e não quero colocar a nossa reputação em risco por uma coisa com a qual não estou contente”, disse Bland à revista.

Segundo a comissão do Grande Prémio, o programa provisório de corridas está a ser ultimado e “será divulgado oportunamente”. “Como já é habitual”, afirma, “as listas provisórias de entrada serão publicadas no início de Outubro”.

A comissão garante “que a corrida será organizada tendo por base os mesmos altos padrões internacionais, como nos anos anteriores”: “A Comissão Organizadora do Grande Prémio de Macau gostaria de expressar os seus sinceros agradecimentos (…) ao Sr. Barry Bland e à Motor Race Consultants pelo seu enorme e valioso contributo para o sucesso do Grande Prémio de Macau de Fórmula 3”, conclui a nota do Instituto do Desporto.

A saída de Barry Bland suscitou reacções quase imediatas de alguns dos protagonistas do circo da velocidade que habitualmente disputa a Taça Interncontinental de Fórmula 3.

Rene Rosin, patrão da Prema Powerteam – equipa que no ano passado venceu o Grande Prémio de F3 do território através de Felix Rosenqvist – diz quee ficou em “choque” na semana passada , depois de ter recebido um email da parte de Barry Bland em que o director da Moto Race Consultants anunciava que abandonava a coordenação da prova.

 

 

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s