Chui em visita semi-privada

A comitiva mais pequena, o programa mais pobre. Sem empresários e sem secretários, Chui Sai On vai participar na reunião da Comissão Mista. O organismo vai debater o “Memorando sobre o Reconhecimento Mútuo de Títulos Académicos”

1-chui-lisboa

João Paulo Meneses

Há seis anos o chefe do Executivo chegou a Lisboa à frente da maior comitiva de que há memória em visitas oficiais a Portugal: cerca de 70 pessoas acompanharam Chui Sai On de Macau até à capital portuguesa, naquela que também foi a sua primeira deslocação oficial do Chefe do Executivo ao estrangeiro.

A comitiva incluía dois secretários do Governo, o presidente da Assembleia Legislativa, deputados, vários dirigentes de tipo da administração, 25 empresários e até diversos jornalistas.

De 2010 para 2016 tudo mudou. E o chefe do Executivo terá desembarcado ontem em Lisboa acompanhado por meia dúzia de pessoas. “Terá desembarcado” porque pouco ou nada se sabe desta visita.

O Gabinete de Comunicação Social não enviou qualquer informação aos jornalistas sobre o programa (pelo menos em tempo útil), o que também é completamente insólito, e apenas se sabe aquilo que já foi várias vezes noticiado. Da agenda de Chui Sai On constarão pelo menos quatro eventos. O Chefe do Executivo vai reunir-se com Marcelo Rebelo de Sousa, com António Costa, vai participar na reunião da Comissão Mista (onde estará o ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva) e vai ainda encontrar-se com jovens estudantes de Macau.

É, sem qualquer margem para dúvidas, a visita mais discreta das quatro já realizadas por chefes do Executivo de Macau a Portugal: a comparação com a deslocação do mesmo Chui Sai On em 2010 ficará sempre a perder, mas as duas de Edmund Ho também foram significativamente mais preenchidas.

 

UM PÉRIPLO POBRE

Se se confirmarem apenas os quatro encontros anunciados pelo Gabinete de Comunicação Social num comunicado colocado online na sexta-feira, a grande dúvida é mesmo o que fará Chui Sai On no tempo livre? As quatro ocorrências em causa ocuparão uma pequena parte dos seis dias que o chefe do Executivo disse estar em Lisboa e o texto do GCS confirmou na passada sexta-feira.

Na verdade, os seis dias incluem os quase de três de viagem, pelo que restam hoje, amanhã e depois para cumprir a visita oficial. Terá sido, pois, um equívoco que levou Chui Sai On a dizer na quinta-feira, à margem da apresentação da versão final do primeiro Plano Quinquenal da RAEM, “estou muito contente porque estarei dia 10 em Portugal”.

Comparando com as três visitas anteriores, o que mais salta à vista – para além de não ter a companhia de mais nenhum colega de governo – é não haver empresários e reuniões com elementos do Governo de Portugal, excepção feita a António Costa e Augusto Santos Silva.

O quadro publicado em anexo mostra bem as diferenças entre as anteriores três visitas oficiais e esta, que, neste contexto, se pode considerar quase semi-privada.

É verdade que a cooperação entre Lisboa e Macau varia entre o estabilizado e o estagnado, mas não faltariam momentos interessantes para preencher a deslocação a Portugal, se esse tivesse sido o entendimento do Governo de Macau: teria sido fácil à Câmara de Comércio e Indústria Luso-Chinesa organizar um encontro de empresários, centrado na ambição lusófona de Macau, ou mesmo a coordenação de uma visita a uma das várias universidades que mantêm protocolos activos de cooperação com instituições de ensino superior da RAEM, como é o caso do Instituto Politécnico de Leiria. Houve, deduz-se, uma intenção de manter o programa em “serviços mínimos”.

 

REUNIÃO DA COMISSÃO MISTA

 

Se dos encontros com António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa sairão declarações de compromisso político (e a previsível confirmação de que o primeiro-ministro de Portugal vai a Macau no próximo mês, para participar na 5ª reunião ministerial do Fórum), o momento de maior substância acontecerá já hoje com a reunião da Comissão Mista Macau – Portugal.Criada pelo «Acordo-Quadro de Cooperação entre a Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China e a República Portuguesa», passou a ter reuniões anuais desde 2014, para compensar o desinteresse manifestado até então: apenas duas reuniões formais – em Abril de 2011 e em Setembro de 2013 -, além de uma reunião intercalar em 2012.

Acontece que não há registo do encontro do ano passado. Apenas se sabe que se realizou a primeira reunião da Subcomissão da Língua Portuguesa e Educação, criada por essa Comissão.

A reunião que hoje acontece em Lisboa é, pois, a 4ª e não a 5ª, como seria de esperar.

O PONTO FINAL sabe que haverá dois tópicos essenciais nas conversas bilaterais: a cooperação no âmbito da educação e língua portuguesa e Macau como Plataforma Económica e Comercial com incidência em áreas como o turismo, a energia, o investimento, o empreendedorismo, a logística, o ambiente e cooperação científica.

Na sessão dedicada à educação e língua portuguesa, segundo informações disponibilizadas pelo Instituto Camões, serão abordados tópicos como “Macau como Plataforma de difusão da Língua Portuguesa para a região da Ásia”, um “Memorando sobre o Reconhecimento Mútuo de Títulos Académicos” e ainda uma proposta de programa de bolsas de estudo para estudantes portugueses estudarem em Macau.

O Instituto Camões lembra que este encontro acontece numa altura em que o ensino do português em Macau passa, a partir deste ano lectivo, a ser um “projeto com prioridade de apoio” no plano de desenvolvimento das escolas, segundo o primeiro Plano Quinquenal da cidade, apresentado no dia 8 de Setembro.

  Edmund Ho 2001 Edmund Ho 2006 Chui Sai On 2010 Chui Sai On 2016
Secretários na comitiva 1 (Francis Tam) 1 (Francis Tam) 2 (Francis Tam e Cheong U) 0
Comitiva empresarial 15 30 25 0
Recebido por ministros 4 5 3 1
Assinatura de acordos Sim Sim Sim Não

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s