Quando o teatro se instala em corpo de criança

 

Maíra Belati e Antonio Martínez, da MAS Productions, abriram inscrições para um novo curso anual de teatro para crianças. O Pop Up Drama Club arranca em Outubro, nas instalações do Clube de Ginastas da Taipa, e pretende introduzir os mais novos no universo do teatro físico, para trabalhar a expressão corporal e estimular a criatividade.

0-mas

Sílvia Gonçalves

 

Colocar os meninos num palco real ou imaginário. Conduzi-los em movimentos que hão-de resultar na singular expressão do corpo. Estimular a aprendizagem e a socialização através de jogos, através do texto. E no texto, os clássicos convivem com as histórias inventadas, que o improviso no teatro para a infância é ditado pela liberdade que só as crianças se permitem extravasar. Maíra Belati e Antonio Martínez abriram inscrições para a primeira edição do Pop Up Drama Club, um curso de teatro para crianças com arranque previsto para Outubro, no Clube de Ginastas da Taipa, organizado pela MAS Productions – sociedade formada pela dupla de actores – com o apoio do Clube dos Amigos do Riquexó.

“O Pop Up Drama Club consiste em fazer chegar às crianças o teatro. Aí vão aprender expressão corporal, o teatro físico, teatro texto. Tocaremos alguns textos da literatura infantil e da literatura universal e depois faremos uma peça no final do curso”, conta Maíra Belati, directora artística da MAS Productions/Maranatha Arts Society.

O curso, explica, tem a duração de um ano, podendo os pais optar por inscrever os filhos só um semestre, ainda que Maíra aconselhe a inscrição completa: “Porque se eles não participam em tudo depois não conseguem fazer a apresentação final, que será no fim do curso”, justifica. E a participação no curso pode mesmo estender-se à rua, com a integração das crianças em diferentes eventos da cidade: “Podem participar nas diferentes propostas culturais que há em Macau, como a Parada Latina, o Festival Fringe, o Festival das Artes, à medida que a criança esteja preparada. A ideia é que a criança continue, se gostar realmente de teatro, para posteriormente, quando já tiver mais experiência, poder participar nestas iniciativas culturais”. A extensão da experiência ao exterior justifica-se pelo facto de a MAS Productions integrar ainda o Teatro Areia Preta, com que a dupla realiza regularmente espectáculos para a infância e que marca presença nos eventos mencionados.

Maíra Belati descreve o trabalho que será desenvolvido com as crianças num curso com uma aula semanal: “A primeira parte é de familiarização e trabalho em equipa. Através de jogos infantis, brincamos, para que eles se sintam descontraídos. Depois temos uma segunda parte de exercícios de confiança e de concentração. Aqui já começamos a trabalhar com eles por diferentes equipas do grupo, dois a dois, três a três, em que eles trabalham a confiança com o colega na sala e a concentração”, explica.

Ganha a confiança e a familiaridade com o palco, segue-se o confronto com a personagem: “Depois passamos para outro tipo de exercícios, já actuação, de interpretação, de construção da personagem, a partir da criatividade da criança. Já não [se trata de trabalhar] sobre textos pré-definidos, mas sobre a criação da própria criança, que é quem vai construir a sua personagem”.

Se o Pop Up Drama Club se estreia este Outono, o Teatro Areia Preta, com os mesmos protagonistas, leva já anos a apresentar produções concebidas para a família: “O Teatro Areia Preta participa no Festival de Artes desde 2010, com grandes produções teatrais para crianças e famílias”, lembra Maíra Belati. Também o ensino atravessa os dias da dupla de artistas, o que alavancou a criação do novo curso: “Nós damos aulas em diferentes escolas, como o Colégio Dom Bosco, o Matteo Ricci, o D. José da Costa Nunes e os pais pedem aulas para as crianças. Como resposta a esta necessidade decidimos abrir o Pop Up Drama Club”.

E que textos vai privilegiar no curso? “Nós pensamos ir buscar as histórias clássicas. Mas ainda não sabemos porque depende do desenvolvimento das crianças. Podemos partir de histórias inventadas, com teatro físico e expressão corporal, com pequenos sketches de cinco minutos. Se as crianças estiverem muito avançadas, partiremos para uma peça de 30 ou 40 minutos, e procuraremos textos clássicos”.

Com um preço de 100 patacas por aula, o curso, que vai decorrer às terças-feiras, das 17 às 18 horas, tem um número limitado de inscrições: “A ideia é criar uma turma de 15 alunos. Se houver muitas inscrições, então abriremos uma segunda turma de 15 estudantes. Mas a ideia é fazer dos seis aos 10 anos, e depois fazer uma turma de crianças mais crescidas, dos 10 aos 14”. O Pop Up Drama Club termina a 4 de Julho do próximo ano, altura em que apresentará o seu espectáculo de final de curso.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s