Encontro das Comunidades Macaenses aposta em maior interactividade

encontro10-foto-em-ruinas-01-002Em 2016 o Encontro das Comunidades Macaenses vai apostar numa maior “interactividade” com os vários delegados provenientes da diáspora que se desloquem ao território. O objectivo passa por oferecer aos visitantes uma experiência que vá além de uma simples visita, explicou, ao PONTO FINAL, Miguel de Senna Fernandes, presidente da Associação Promotora da Instrução dos Macaenses.

“Esta ano vai ter um estilo diferente. O princípio é motivar uma maior participação dos delegados nas actividades que estamos a programar, em vez de ser apenas um encontro em que as pessoas vêm cá só para visitar o território e ver os seus antepassados. Queremos fazer mais do que um passeio de reencontro”, disse, ontem, Miguel de Senna Fernandes.

“Queremos que as pessoas compreendam melhor a situação actual de Macau e que os mais jovens tenham uma maior interacção com os jovens macaenses locais. Portanto, queremos uma maior interacção. Isso é fundamental”, frisou.

O encontro trienal das comunidades macaenses realiza-se entre 26 de Novembro e 2 de Dezembro, sendo que os participantes vão ter a oportunidade de realizarem workshops e actividades semelhantes: “Há uma série de actividades programadas que abrangem gastronomia, workshops e semelhantes para que os delegados não se cinjam a uma espécie de romagem a Macau. Vamos ter um programa muito produtivo”, explicou.

Até ao final de Julho, e numa altura em que já estavam fechadas as inscrições para os membros vindos da diáspora, estavam confirmadas cerca de 840 presenças. Contando com os membros de Macau que vão estar no evento são esperados mais de mil participantes: “Vais ser mais uma edição bem sucedida. Esperamos que venham mais de mil delegados. É um número praticamente recorrente. Apenas houve algumas edições com menos gente, mas isto foi por razões que a organização não pode controlar, como epidemias”, afirmou Senna Fernandes.

O evento, organizado pelo Conselho das Comunidades Macaneses, conta com um apoio no valor de 4,2 milhões de patacas por parte da Fundação Macau, sendo que o Chefe do Executivo, Fernando Chui Sai On, foi convidado para presidir à Comissão de Honra do evento.

 

J.S.F.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s