Associação de videojogos quer criar selecção de Macau

A Associação de Desportos Electrónicos Grow UP organizou no sábado o seu primeiro torneio no território. Mas a grande ambição passa por fazer com que Macau esteja representado nas competições internacionais dos chamados e-sports.

1.esports.jpg

Macau pode começar a ser representado nas competições internacionais de videojogos até ao final deste ano. Este é um dos objectivos da Associação de Desportos Electrónicos Grow UP (Grow UP eSports, em inglês), que organizou, no passado sábado, o seu primeiro torneio no território.

“Um dos nossos objectivos é conseguir levar pessoas de Macau às competições internacionais de desportos electrónicos, onde podem defrontas as selecções dos outros países. Queremos que elas participem nestes torneios na condição de atletas, como acontece com os outros desportos”, disse Fernando Pereira, presidente da associação Grow UP eSports, ao PONTO FINAL.

As competições de desportos electrónicos têm estado em constante expansão e já existem centenas de jogadores profissionais um pouco por todo o mundo. Em 2014 o total de prémios monetários distribuídos a nível mundial já superava a fasquia dos 30 milhões de dólares norte-americanos.

Nos eventos os atletas defrontam-se através de consolas, computadores ou mesmo jogos para telemóveis, sendo que os jogos Dota, League of Legends ou Counter-Strike são alguns dos mais populares. Vários torneios têm transmissão televisiva.

Segundo Fernando Pereira, a associação – que foi criada no ano passado – é a representante em Macau da Federação Internacional de Desportos Electrónicos, que conta com cerca de 40 países membros. Em Outubro, o organismo vai organizar a 8.ª edição do seu campeonato do mundo, em Jacarta, e o objectivo é que Macau possa estar representado no certame.

“Ainda estamos a tratar da documentação legal necessária. Mas queremos organizar os torneios que vão qualificar os jogadores de Macau para esse evento. Este objectivo vai depender também do tempo das burocracia envolvida”, afirmou.

Em relação aos primeiros eventos dinamizados pela nova associação, Fernando Pereira mostrou-se satisfeito com a afluência ao torneio do jogo FIFA 2016, que decorreu no sábado na Doca dos Pescadores e reuniu cerca de 50 pessoas. No total foram distribuídos cerca de 10 mil patacas em prémios, dos quais 6 mil patacas foram entregues em dinheiro.

“Apesar do número de participantes não ser muito grande, ficámos satisfeitos com a participação. O nosso foco principal foi garantir que tudo corria muito bem e que as pessoas ficavam satisfeitas. Foi o que aconteceu”, afirmou o dirigente.

Sobre o potencial que este tipo de eventos pode ter no futuro, a associação acredita que existe um mercado emergente à espera de mais torneios: “Existem muitos jogadores em Macau. O problema é são as poucas iniciativas de promoção e torneios. Mas o mercado e é uma questão de desenvolvê-lo”, afirmou Fernando Pereira.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s