Associação de Patinagem organiza torneio internacional de hóquei em patins

1.hoquei

Com melhores instalações e condições para treinar, a selecção de hóquei em patins de Macau, que já dominava a modalidade na Ásia, perspectiva melhorias significativas na sua preparação. O torneio irá brindar a esse futuro brilhante que se avizinha.

Rodrigo de Matos

pontofinalmacau@gmail.com

A Federação de Patinagem está a ultimar a organização de um torneio internacional de hóquei em patins. A iniciativa, agendada para Março, tem como grande propósito celebrar uma nova era para a selecção do território que, após todo o sucesso conquistado na Ásia, onde tem um palmarés incomparável, dispõe finalmente de um pavilhão com boas condições para a prática da modalidade.

Já desde Novembro que os campeões asiáticos de hóquei em patins não treinam no problemático pavilhão do campo Dom Bosco. A nova casa da modalidade é um recinto com muito melhores condições, integrado no antigo complexo da Universidade de Macau, na Taipa. Para celebrar, a Associação de Patinagem está a ultimar a preparação de um torneio internacional, conforme o PONTO FINAL pôde confirmar ontem, junto do presidente do organismo, António Aguiar: “O torneio deverá realizar-se em Março. Ainda não podemos avançar detalhes sobre as equipas participantes porque ainda temos várias coisas por definir, mas lá mais para o fim do mês já teremos mais novidades”, avançou o responsável.

A nova casa do hóquei em patins

A transição para o pavilhão da Universidade foi desde logo realçada pelo presidente da Associação de Patinagem como um avanço para a prática das suas várias vertentes. A mudança de instalações faz adivinhar tempos felizes para o hóquei: “A mudança foi muito positiva, desde logo porque o Dom Bosco era péssimo, tanto para o hóquei em patins como para o hóquei em linha. O piso era muito mau. O novo pavilhão tem um piso indiscutivelmente melhor, próprio para a prática deste desporto”, explicou António Aguiar, realçando também as melhores condições do balneário e demais aspectos das novas instalações.

Além das condições técnicas do pavilhão em si, o Dom Bosco apresentava outros constrangimentos, devido à sua intensa utilização: “Tínhamos sempre grandes dificuldades em arranjar horários disponíveis para podermos treinar. Agora, embora ainda não estejamos a dispor de todo o tempo de que gostaríamos, já conseguimos treinar mais horas e isso irá reflectir-se na preparação das equipas”, congratulou-se o responsável.

Os frutos deverão ser colhidos mais cedo ou mais tarde. A selecção de hóquei em linha está já a preparar-se para o Mundial de Itália, que se disputa em Junho. Os objectivos para a prova não são muito elevados, dado o nível da concorrência, e passam sobretudo por melhorar prestações anteriores. Já para o Asiático de hóquei em patins, agendado para Novembro, as ambições são outras: a preparação arranca em breve com os olhos postos na revalidação do título.

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s