Pereira Coutinho tem “uma visão deturpada da política portuguesa”, diz Arnaldo Gonçalves

A candidatura do deputado de Macau à Assembleia Legislativa portuguesa não é vista com bons olhos pelo jurista Arnaldo Gonçalves. Porém, o antigo coordenador da campanha de Pedro Passos Coelho em Macau acredita que o partido pelo qual Pereira Coutinho se candidata não terá peso suficiente para assegurar a sua eleição.

Catarina Mesquita

Durante grande parte do dia de ontem, a obtenção de uma reacção à candidatura pelo “Nós, Cidadãos!” por parte de José Pereira Coutinho pareceu uma impossibilidade e Gilberto Camacho, o número 2 da lista do movimento ao círculo fora da Europa explicava porquê: “Estamos focados nas eleições para o Conselho das Comunidades Portuguesas”.

De acordo com Camacho, só após as eleições, no dia 6 de Setembro, do Conselho das Comunidades Portuguesas surgiriam novos comentários. Ia já a noite alta em Macau, quando José Pereira Coutinho (ver última página) se mostrou disponível para responder às questões do PONTO FINAL, sublinhando a mesma ideia. Até 6 de Setembro todas as atenções estarão concentradas no escrutínio para o Conselho das Comunidades Portuguesas.

Prognósticos, só no fim do (primeiro) jogo, mas Pereira Coutinho não se salva, ainda assim, de críticas. A candidatura do deputado de Macau à Assembleia da República portuguesa continua a levantar questões. Para o jurista e analista político Arnaldo Gonçalves a candidatura de Pereira Coutinho pode ter várias leituras, mas uma é clara: o deputado desconhece a realidade portuguesa.

“O deputado parece estar mal informado por julgar que a política portuguesa se pauta pelas mesma regras que a luta política em Macau”, afirma Arnaldo Gonçalves que em 2010 coordenou a campanha de Pedro Passos Coelho (PSD) em Macau.

“O deputado tem uma enorme dificuldade em perceber que Portugal com 40 anos de democracia já evoluiu para outro tipo de intervenção política que não tem nada a ver com a postura de chefe de grupelho que o doutor Pereira Coutinho assume com os filiados da sua associação”, sublinha o analista.

Na opinião de Arnaldo Gonçalves “é confrangedora a forma como [Pereira Coutinho] se utiliza dos sindicalizados da ATFPM para a sua agenda política em Macau e fora de Macau, como se fossem soldadinhos de chumbo”.

“Como pessoa que está deslocada de Portugal e não tem qualquer contacto com a política portuguesa, não percebe o sistema político-partidário, não percebe a divisão ideológica entre as várias forças políticas em Portugal ele iria sempre ser olhado como um corpo estranho, um pára-quedista, um oportunista, alguém que utiliza os buracos das leis eleitorais para se apresentar”, reforça.

Quanto à possibilidade de eleição, o jurista é céptico. “Não acredito que candidatando-se [pelo Nós, Cidadãos!] vá ter o número de votos que vá roubar a possibilidade de os candidatos da Coligação Portugal à Frente [PDS e CDS] ou do PS, de serem eleitos”.

“As eleições do ciclo Fora da Europa são decididas pelos círculos onde há mais peso de portugueses. Em Macau, o peso eleitoral dos portugueses é diminuto quando comparado com países como o Brasil ou a Venezuela”, explica.

“Só por uma manifesta infelicidade é que uma candidatura por outra força política que não as duas principais do círculo Fora da Europa [PS e PSD] é que podia vingar”, acrescenta.

Em conversa com o PONTO FINAL, também Tiago Pereira declara que já tudo foi dito no comunicado enviado pela secção de Macau do Partido Socialista, a 30 de Julho. Na altura, o PS Macau considerava a então eventual candidatura de José Pereira Coutinho como “uma distorção dos mais elementares princípios democráticos”.

Já Arnaldo Gonçalves remata: “Como é que um membro de um parlamento de um país se pode candidatar a deputado num parlamento de outro país? Nunca existiu nem nunca existirá. Há uma clara incompatibilidade.”

“Esta candidatura está viciada do ponto de vista legal e constitucional”, conclui.

One comment

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s