Dois detidos por tráfico de cannabis  

Fui uma aventura que acabou mal. O cidadão estrangeiro que colocou cannabis à venda numa página do Facebook foi detido na sexta-feira por tráfico de droga. A Polícia Judiciária deteve também um cúmplice sob a mesma acusação.

A Polícia Judiciária (PJ) deteve dois suspeitos relacionados com o caso de venda de marijuana no Facebook, noticiado na quinta-feira pelo PONTO FINAL. Os indivíduos, ambos residentes de Macau mas de origem estrangeira, acabariam presos na sexta-feira por posse e tráfico de estupefacientes.

Um dos detidos publicou, a meio da semana passada, um anúncio numa página de compra e venda de artigos no Facebook em que dava conta da venda de cannabis. Na mensagem, publicada em inglês e colocada online a partir de um perfil fictício, o utilizador publicitava a venda de pequenas doses da substância por 300 patacas. O utilizador garantia que a cannabis que disponibilizava era “proveniente da Holanda” e bastava para enrolar “de cinco a 10 charros”.

O anúncio despoletou uma avalanche de comentários, uns de natureza jocosa, outros de indignação e reprovação. O post foi retirado pelo administrador do grupo ao fim de pouco mais de uma hora, mas os investigadores da Policia Judiciária – que agiram depois de terem recebido uma denúncia – foram ainda a tempo de recolher os elementos que levaram à detenção dos dois indivíduos, na madrugada de sexta-feira.

A detenção de um dos homens foi efectuada em flagrante, quando o suspeito se preparava para transaccionar os estupefacientes, cuja venda e consumo são ilegais em Macau. O indivíduo actuava em parceria com o autor da publicação no Facebook, que viria pouco depois a ser detido também pela PJ, tendo em sua posse 0,9 gramas de marijuana.

Estabelecido o contacto com potenciais clientes na rede social, o autor do anúncio “passava a cannabis ao seu cúmplice e atribuía-lhe a tarefa de entregar o produto em determinada localização, algures perto da Rua da Tercena”, explicou Tam Wen Keong, porta-voz da PJ, em conferência de imprensa registada pelas câmaras da TDM. A polícia acredita que os dois suspeitos começaram o negócio há uma semana e terão concretizado duas ou três transacções.

Leave a Reply

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s