Anirban Lahiri campeão em final emocionante do Open de Macau

?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????O golfista indiano de 27 anos foi o vencedor da prova deste ano, que durante quatro dias animou o Macau Golf & Country Club. O campeão do ano passado, Scott Hend, deixou fugir a revalidação do título.

  

O indiano Anirban Lahiri foi o vencedor da edição deste ano do Open de Golfe de Macau, derrotando o campeão do ano passado, o australiano Scott Hend, que falhou o último buraco conferindo um final emocionante à prova que se disputou durante quatro dias no Macau Golf & Country Club, em Coloane.

Lahiri começou a última ronda duas pancadas atrás do líder Hend, mas acabou por recuperar na recta final, superando o australiano e também o tailandês Prom Meesawat.

O jogador indiano protagonizou uma ronda final com 66 pancadas, cinco abaixo do par, incluindo seis ‘birdies’, com um acumulado final de 267 pancadas, 17 abaixo do par. Nas quatro rondas fez 61, 73, 67 e 66 pancadas, respectivamente.

O golfista superou o seu melhor registo da temporada e consolidou o segundo lugar na Ordem de Mérito do Asian Tour, reduzindo a diferença para o líder David Lipsky, dos Estados Unidos.

Já Scott Hend, o campeão que chegou para defender o título de Macau na sua melhor forma, depois de ganhar o Open de Hong Kong na semana passada, falhou no buraco 72 invertendo os papéis da edição do ano passado, na qual Lahiri foi o vice-campeão.

“É muito especial. Hendy estava a jogar golfe de grande nível e foi triste vê-lo falhar o ‘putt’ no último”, disse Lahiri, que garantiu a sua segunda vitória da temporada e a quinta no Asian Tour.

“Sabia que ele estava a jogar um bom golfe e eu disse a mim mesmo que me queria manter na luta, manter e continuar a atacar. Queria fazê-lo pensar que eu não ia desistir. Acho que joguei muito bem”, resumiu o campeão deste ano.

Hend assumiu o comando desde o início e dobrou a sua liderança para quatro pancadas à entrada para o último dia de prova, com um ‘eagle (menos duas pancadas que o par) no buraco dois e um ‘birdie’ (um abaixo do par) no sete.

No entanto, Lahiri conseguiu recuperar com ‘birdies’ nos buracos oito e nove. O momento decisivo aconteceu no buraco 14, quando Lahiri conseguiu um ‘birdie’ e Hend fez um ‘bogey’ (uma pancada acima do par).

“Bati uma pancada perfeita no 14”º, disse Lahiri. “Tinha acabado de falhar um ‘putt’ no buraco anterior e sabia que precisava de um ‘birdie’ para apanhar o Hendy – e penso que foi magia a forma como aconteceu”, acrescentando que esteve “na perseguição o dia todo e no 14º foi quando a sorte mudou um pouco. É fantástico ganhar no meu segundo ano [em Macau]”.

Hend e Meesawat “ex-aequo”

O australiano Scott Hend terminou o Open de Golfe de Macau em segundo lugar, com 267 pancadas, 16 abaixo do par, precisamente o mesmo resultado que Prom Meesawat.

Em quarto classificou-se o australiano Adam Groom, com 270 pancadas, menos 14 que o par, seguindo-lhe o australiano Unho Park, com 272 pancadas, menos 12 que o par.

Hend estava desapontado, já que falhou o ‘putt’ no último buraco, o que teria forçado um play-off e também a oportunidade de igualar o chinês Zhang Lian-wei, que assim permanece o único bicampeão do Open de Golfe de Macau.

Hend queixou-se de ter “batido muitas pancadas soltas” e, no último buraco, confessou que achava que tinha conseguido o ‘putt’. O australiano lamentou não ter estado bem na parte central do green.

Já o tailandês Meesawat confessou estar “feliz” com a prestação, uma vez que o seu objectivo era ficar entre os três primeiros do torneio. “Não ia ser fácil alcançar o Hendy ou o Anirban”, confessou Prom.

Venetian patrocina por mais dois anos

Patrocinador principal pelo terceiro ano consecutivo, a Venetian Macao estendeu o seu patrocínio ao torneio por mais dois anos, até 2016, “na sequência da sua bem sucedida associação com o principal campeonato de golfe de Macau”, anunciou a organização.

O evento é organizado conjuntamente pelo Instituto do Desporto e a Associação de Golfe de Macau, que anunciaram que a próxima edição decorrerá entre 15 e 18 de Outubro de 2015.

O Open de Golfe de Macau arrancou no dia 22, com a categoria “Pro-am”, tendo os profissionais começado a competir no dia seguinte. O prémio monetário total deste ano ronda os 7,1 milhões de patacas, uma verba 12,5% superior à existente em 2013.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s