Skip to content

Gigante com um sorriso de menino

Junho 25, 2009

O Nuno Barreto é um amigo e é um amor perfeito.
Como todas as grandes crianças conquista-nos a mão e leva-nos pelo mundo fora a mostrar-nos o que descobre. E o Nuno Barreto descobre com cada coisa! Uma fotografia numa revista ou uma ilustração têm de ser partilhadas porque o mundo não é para guardar no bolso. Um texto que acabou de ler impressiona-o de tal modo que tem de o revelar porque nós andamos sempre distraídos com a vida. Um novo disco tem de ser escutado connosco porque ele quer guiar-nos por uma certa faixa. O Nuno Barreto sabe tantas coisas porque não se cansa de as procurar.
Quer conhecer o que há de novo e quer revisitar a geografia sentimental dos lugares ou das obras que lhe fazem bem e que ele, poderoso conversador, depois vai contar porque suspeita que só podem contribuir para fazer de nós melhores pessoas.
Um amigo assim é uma gentileza que já não se usa.
O Nuno Barreto é tão elegante no modo como nos ama e nos preserva que nós raramente achamos que merecemos tanta dedicação.
Um amigo gigante com um sorriso de menino é um tesouro que pouca vezes nos calha.
Longe, vai escrever longas cartas com fotografias: o Outono chega e o Nuno envia-nos o manto dourado das folhas caídas num jardim. Numa esquina topa uma figura distinta por qualquer razão e envia o retrato. Uma escultura ou uma instalação numa praça algures numa cidade devem ser oferecidas aos amigos. Velhas fotografias de família são ritualmente recuperadas e apresentadas porque o Nuno tem sentido de clã e quer que os amigos conheçam quem lhe sobe em alegria à cabeça.
Acredita que nos pode puxar para o olhar dele, para a sugestão que só gosta de enunciar. Não desiste de nos fazer bem e de nos fazer rir – a ironia do Nuno é uma fisga de garoto atrevido.
O Nuno é deste mundo e é isso que nos faz ter esperança: há pessoas assim.
Adora portas, janelas e cortinas de todas as formas porque anunciam sempre o que escondem e prometem um mundo.
Acredita em tapetes voadores, em musas e numa ordem elegante do universo.
Se Deus existir vai gostar de o conhecer porque o Nuno Barreto é um ser lindíssimo.
Neste S. João, que um balão suba alto, bem alto lá no Porto e leve o nosso querido amigo como num sonho de menino.

Paulo Cabral Taipa

No comments yet

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 88 outros seguidores

%d bloggers like this: